slides

musica

sábado, 5 de abril de 2014

Tudo sobre a Hístória e a origem do Visual Kei

Surgimento do J-rock
O visual kei surgiu com o J-rock, assim sendo que para explicar o Visual kei deveremos explicar o j-rock primeiro.
O rock "psicodélico" foi inventado nos anos de 1960 por britânicos e americanos que agiam como "anti-cultura". Eles lutavam por filosofias e regras diferentes, direitos de liberdade e afins, sendo reconhecidos como drogados, nojentos e toda aquela crise preconceituosa que existia no passado, mesmo no ocidental. No Japão também havia pessoas que não concordavam com tudo que estava ao seu redor, então tentaram se expressar da mesma forma: musicalmente. Assim no Japão o rock ganhou um sabor diferente.
Sendo o Japão um país onde as tradições são levadas tão a sério, e onde a educação é tão rígida, o maior desejo dos jovens de se diferenciarem dos demais acaba sendo mais evidente do que em outros lugares do mundo. Afinal a identidade dos japoneses está diretamente ligada ao vestuário.

Oque é Visual kei

Nesse contexto, surgiu o ambiente do rock visual japonês, mais conhecido como visual kei onde a principal regra é ousar. Consiste na mistura de diversas vertentes musicais como rock, metal e, muitas vezes,uso de instrumentos relacionados à música clássica, tais como violino, violoncelo, orgão,
cravo e piano (exemplo de bandas que utilizam esta influência seriam MALICE MIZER, Moi dix Mois, Sito Magus e Versailles).
Uma das peculiaridades desse movimento é a ênfase na aparência de seus artistas, muitas vezes extravagante, outras vezes mais leve,
mas quase sempre misturada com a androginia, e shows chamativos. No visual kei a música anda sempre ao lado da imagem e vice-versa.
No Brasil, existem vários fãs de visual kei que, além do visual rock,
se interessam também por outras formas de rock japonês.

Como é o Visual Kei

É caracterizada por um estilo Punk / Gótico híbrido, influenciada pelas bandas de J-Rock como Devil Kitty e Mar Luna. Ou seja, refere-se a um movimento entre músicos japoneses caracterizada por trajes elaborados, maquiagens marcantes, cabelos coloridos com penteados incomuns, performances extravagantes e em alguns casos, aliado a uma estética andrógina.
Visual Kei é muito mais que um simples estilo musical. A música e a moda andam lado a lado.
Dentro do Visual kei

Mesmo dentro do Visual Kei, existem uma grande variedade de estilos, veja alguns:
Angura Kei: O termo vem de “undergroud kei”. São bandas que são influenciadas pela própria cultura japonesa, principalmente tradicional ou arcaica. Evitam influências estrangeiras e adotam um visual mais simples e roupas típicas japonesas, seja um quimono ou um uniforme escolar.

A maquiagem geralmente é em tons de preto e branca e o principal objetivo das bandas Angura Kei é criar algo o mais japonês possível, com o mínimo de influência estrangeira. Tem sua origem no movimento cultural dos anos 60, o “Angura”. Exemplo de banda Angura : Onmyoza.


Aristocrat e Gothic Kei: Chamado também de Elegant Gothic Lolita/ Elegant Gothic Aristocrat, esse estilo gótico possui bastante elegância e “glamour”. No EGL, as roupas e maquiagem têm uma aparência infantil, enquanto no EGA os traços marcantes ficam por conta da influência Vitoriana. Exemplo de banda “EGL/EGA”: Malice Mizer.


Eroguro Kei: A palavra “eroguro” é a abreviação das palavras em inglês “erotic and grotesque” (erótico e grotesco). No EK a maquiagem é feita para deixar o músico com aparência mais feia, ás vezes mais agressiva, e as roupas podem ser trajes comuns, como camiseta ou terno, como trajes mais elaborados.

Mas com discrição bem maior do que nos estilos Elegant Gothic e Kotekote, por exemplo. O estilo é originado do movimento cultural “Eroguro Nonsense”, surgido no Japão no início do século XX. Exemplo de banda “eroguro kei”: MUCC.


Kotekote Kei: Esse estilo possui característica andrógino, peculiar e obscuro. É considerado o estilo Visual Kei mais tradicional. Exemplo de banda “kotekote kei”: Dué le quartz.


Oshare Kei: Este estilo de bandas possuem um visual mais colorido, de aspecto infantil. O som também pode ser mais leve e “feliz”, mas não necessariamente, pois algumas bandas do estilo também criam músicas mais pesadas. Exemplo de banda “oshare kei”, Antique Cafe (Ancafe). Um estilo parecido é o Koteosa Kei como a banda L.M.C.

Um comentário: